Quem sou eu

Minha foto
Sao Paulo, Sao Paulo, Brazil
Sou uma mulher comum, com várias personalidades: mãe, profissional, dona de casa, filha, gente, ser humano. Mas também posso ser mulher, fêmea, vadia, gulosa, safada, sensual, erótica, quente, dominadora, submissa, no cio, literalmente....

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Meio sem nexo









Vem!
Profana minha castidade.
Meu usa, me invade.


 
 Se aninha em meu sexo.
Se mostra perplexo.
Me acha sem nexo!
Vazia.
Vadia?


Me tateia sem pudor.
Me toma com furor!
Que o meu tesão aflora.
A buceta molha.
Me deflora!



 Quase uma virgem.
Teu membro me dá vertigem.
Me acha pudica.
Me senta em tua pica.

 

Diz que tenho sorte.
Me morde forte.
Me fode!


Me acha sem nexo.
Desejo teu sexo.
Me desnuda.
Me põe tesuda.
Me chama de puta!


Me deixa exausta de prazer.
Me faz enlouquecer.
Me manda te lamber.
Sentir na boca teu gozo.
E ainda achar gostoso!


Macho excitado.
Me bota de quatro.
Calcinha de lado.
Me goza ao quadrado!


3 comentários:

  1. obrigada pela visita Mel.
    é bom saber que gosta do espaço :)


    volte sempre que quiser ^^'

    é muito bem-vinda por lá.


    gosto do seus posts.

    beijos...

    ResponderExcluir
  2. Que delicioso esse poema gostosa e ai me instiga e eu escrevo, acabei de responder em poema essa MARAVILHOSA construção, mas antes amor vc não conhece o outros outros Blogs, Um de Contos:

    http://dionariadionaria.blogspot.com

    E o outro de poemas tb, lá ontem postei um poema que fiz para voce: Mel, Libra e Rato, quero que veja como ficou e comente, agora a poesia que fiz neste momento tb para ti, beijos !!!

    Sexo e anexo

    Desse Mel quero o sabor
    Quero muito sentir amor
    E toda a castidade roubar
    Com suavidade tomar
    E calmamente profanar
    Com dedos enfeitiçar
    Nada de perplexidade
    Mais muita ávida safadeza
    Sem nenhum pudor
    Vou escalar tua libido
    Mordiscar mamilos
    Lamber teu umbigo
    Aflorar teu tesão
    Molhar abaixo botão
    Dessa flor rosada
    E agora toda molhada
    Vem com Mel e furor
    Pega em mim, senti calor
    Senta em mim, faço vão
    Entre tuas coxas, neste rabo
    Que agora eu devagar abro
    Vou fundo fica de quatro
    Por trás te abraço
    E tua nuca cravo dente de aço
    Dentro de ti me desfaço

    Almeida Lucius™
    06/05/2010

    ResponderExcluir

Derrama teu mel sobre a minha pele escrita entre poros e suor e incendeia meu cantinho com teus comentários...
Sou totalmente dependente da tua libido e inspiração!
Beijos doces com sabor de mel.